sábado, 28 de agosto de 2010

As eleições

Acho que todos que leem esse blog com mais frequencia sabem que eu estou bem pessimista e desanimada com a política brasileira. Vários fatos contribuem para esse desanimo. Primeiro é o Roriz ser o mais cotado nas pesquisas para gorvernar o DF, coisa que ele faz mais há uns 12 anos. Depois tem o candidato do PT, Agnelo, colocando o Filipeli de vice. Pelo visto, os vices do PT estão com esse gostinho de manga com leite, afinal, a Dilma está acompanhada do Temer. Acho que esses fatores são mais do que suficientes pra gente "temer" o que vem pela frente.

Mas nunca podemos contar vitória antes do tempo. Vcs assistem o horário eleitoral? Pura propaganda e nada de conteúdo. Ninguém explica como, mas todos os candidatos vão fazer um milagre e sozinhos pois as frases que mais se escuta nos programas dos tops é "eu fiz" e "eu vou fazer". Eu realmente não gosto dessa apelação. A propaganda política fica só na musiquinha, nas belas paisagens, gente bonita nos explicando o nada e naquelas duas frasezinhas que eu falei lá em cima. Não tenho assistido a muitos horários eleitorais porque realmente eles não dizem nada. Embora toda vez que assisto seja uma decepção.

Tem uma coisa que eu acho por demais apelativa: é quando um candidato aparece falando com uma pessoa que foi beneficiada por algum programa do governo (do estado ou da união) e pergunta pra pessoa se a vida dela melhorou e etc. Bom, fica claro no programa que o candidato "fez" aquilo. A pessoa, ou melhor, o cidadão começa a agradece-lo como se ele, o candidato, tivesse tirado o dinheiro do próprio bolso para o programa. Depois vem a chamada dizendo que o candidato fez, faz e vai fazer muito mais. Isso é um absurdo. Ninguém faz nada sozinho. O povo não tem que ser grato quando o governo faz o que deveria fazer. Nós temos a mesma carga tributária que os países nórdicos e ficamos gratos quando a saúde funciona? É absurdo! Nós estamos pagando pra isso. Eu acho que não devemos ter essa postura de vassalo. Muita gente acha que sou exagerada, mas realmente, é por isso que os políticos brasileiros nos dão o nosso direito com ares de caridade.

Outra coisa que me deixa furiosa nessa camapanha: ninguém fala de corrupção. Acho que o PT deixou de ser hipócrita e o PSDB achou melhor não cutucar pois tbm tem o rabo preso. Tudo nos leva a crer que não importa quem ganhe, todos dividirão o bolo entre eles e nós ficaremos olhando com água na boca.

Será que eu posso falar o que penso? Pois até censura tá rolando nessas eleições. Ah, mas acho que é só para programas de humor e para que os candidatos não exponham suas idéias em locais públicos. Como não sou candidata e não tenho senso de humor...

Encerro esse post com uma outra opinião (e essa sem embasamento algum) de que o candidato entrou na disputa só para tirar os outros do páreo. O maior partido de "oposição" ao PT parece que já entrou derrotado na disputa, como um cachorrinho que abana o rabo na espera de ganhar uma migalha no final do jantar. Essa classe toda apresentada nos programas e nas críticas nada contundentes que faz a candidata o fazem cair cada vez mais nas pesquisas. Parece evidente que existe um acordo de "cavalheiros" para depois do pleito. Algo do tipo "fico com um ministério ou algo mais e não falamos em roubalheira, mensalão...". Mas como disse anteriormente, essa é uma opinião sem provas nem embasamento.

Um comentário:

Caso me esqueçam disse...

eh estranho escutar falar sobre isso porque eh uma realidade tao distante pra mim agora: primeira vez que eu nao vou participar das eleicoes. :(