sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Tem horas que nem contar até 10 resolve. Gente legal e educada só se fode!

Eu acho que esse post é mais um desabafo: ODEIO BUROCRACIA!!! Hoje em dia eu acredito que é algo que existe para afastar os cidadãos dos seus direitos, protelar ao máximo algo que já devia ter sido feito ou saciar o sadismo de alguns funcionários entediados.

É uma coisa louca. Eu passei uma hora da minha vida hoje numa repartição e sem brincadeira, ouvi mais de 10 siglas diferentes. Isso quando na verdade fui apenas assinar um contrato. Estou trabalhando há mais de um mês e as criaturas não conseguiram colocar o meu contrato no eixo. Primeiro foi uma maldita rasura na ata da minha seleção, posteriormente o número da minha identidade que erraram (pobre de mim que achava que o trabalho deles era só esse e que não tinha como errar). Claro que devem receber uma penca de processos todos repletos de números e de nomes e de datas e uma hora um ou outro sai com um erro, normal, mas um mês é foda.

Eu não sei o que é pior, o povo do RH ou o do meu departamento me mandando cobrar deles o andamento do processo. Até código para olhar no sistema me deram. Faltou me dar a senha de acesso e falar "Tá ai, te vira!". E eu que achava que isso era trabalho deles. Um dia me falaram "Professora, a senhora tem que ligar lá e falar com o Fulaninho e perguntar o que aconteceu." Eu respondi "Tudo bem, mas vcs mandaram o meu processo?". Disseram que sim e era mentira.

Como a gente lida com isso? Vc já tentou conversar com um burocrata? Eles te perguntam "Vc já preencheu a SEI LÁ-OQ no PENTELHO 7? A data da POLTERGEISTIÇÃO foi anterior ou posterior a Homologação da parafuseta? Após um mês eu perdi a paciência. Depois de dizer um milhão de vezes que não sabia se a porra do contrato tinha ou não tinha passado pelo VTT, feito o Rappel, Rafting e levado uma dúzia de assinatura de uma penca de gente invisível, acabei dizendo que não sabia e que não queria saber. Fiquei com uma vontade imensa de dizer que a merda do nome ou da sigla ou do protocolo ou do cú da repartição que eu tinha q ir não me interessava em nada. Eu fui em todos os lugares e todo mundo só me mandou para outros lugares pingue-pongues. Eu fiquei com síndrome de batata quente. Quase disse "Sou professora de francês, não de administração ou secretariado executivo". Fiquei com outro comichão de falar "Eu não sabia que para dar aula disso eu tinha que ser técnica administrativa, eu achava que esse era o trabalho de vocês!". Mas minha educação burra que eu arrumei não sei aonde me deixou acreditar nas respostas vagas que recebia...

Por fim eu não sei o que acabou dando mais resultado, falar para os alunos que eles não teriam mais aula até os burocratas resolverem o pepino ou ficar andando de um lado para o outro tal uma barata tonta no sol escaldante das 3 da tarde em BSB... Só sei que hoje em dia tenho mais medo da burocracia do que do Grande Irmão.

2 comentários:

Paulo Rená da Silva Santarém disse...

odeio fila...

Loreley disse...

faço coro com você: ODEIO BUROCRACIA!!