quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Treinando, tricotando, panicando

"O mais difícil não é a queda, é a aterrissagem" Vi isso num filme, La Haïne. Me lembrei daquela outra que também ajuda muito: "Pra baixo todo santo ajuda!", como se alguém precisasse de ajuda pra descer. Todo mundo sabe que o mais difícil é subir. Pra baixo sempre se pode rolar. O bom da queda é que não tem como dar errado. Se vc está caindo é porque já deu errado. E eu, será que conseguirei não me "panicar", como diriam os franceses? Entrar em pânico eu provavelmente não vou, mas conseguir desenrolar aquele emaranhado de idéias talvez não seja fácil. O bom ou o ruim é que muito gente boa vai estar nos mini cursos e não vai ver as comunicações. O ruim mesmo vai ser se os toras acharem que não precisam fazer mini cursos e decidirem assistir a minha palestra...

Boa noite, colegxs!
Vou... estudar. :/

2 comentários:

La Berçot disse...

Vai dar tuuuuuuuuuuuuuuuuuudo certo!

=)

Caso me esqueçam disse...

ah, legal! vi esse filme ha uns meses! disseram que era importante pra quem queria conhecer a realidade de paris. (e foi!)

mas, ao que interessa: a gente se descabela, mas é à toa. quando passa o desespero, tenho raiva pelas lagrimas que eu perdi. mas faz parte do processo. de qualquer forma, boa sorte!