terça-feira, 14 de abril de 2009

Estranho...

Não sei se contei pra vcs que o Edward Said, um dos maiores teóricos das Ciências Sociais da atualidade (eu acho que ainda não morreu, mas não tenho certeza) possui vários livros que são muito lidos, mas que não são mais editados? Eles fazem parte do cânone da maioria dos estudantes de teoria literária, antropologia e sociologia, mas possuí livro que tem edições esgotadas há mais de cinco anos.

No caso dele parece que tem uma explicação, depois do 11 de setembro o Bush passou a implicar com ele porque ele é palestino. Mas outros livros que fui obrigada a ler tem suas últimas edições datadas de mais de trinta anos atrás. Vcs podem não gostar, mas certamente ouviram falar da Simone de Beauvoir. O segundo sexo, seu livro mais famoso e um dos marcos do feminismo, tem a última tradução para o português datada de 1970. Outro muito intrigante com uma escrita leve e despretencioso é o da Virgínia Woolf, Um teto todo seu. Se vc não leu e ficou intrigado pode pegar a minha cópia ou entrar no sebo porque as editoras simplesmente pararam de publicar e disseram "sem previsão para a reedição". Engraçado é que ninguém realmente lê Marx na íntegra, mas ele tem até edição de bolso. Agora se vc quiser saber o que tinha no relatório Kinsey que causou tanto rebuliço vai ter que me perguntar ou tentar extrair do filme porque eu nunca vi uma outra cópia (em português) além da que eu encontrei mofando na varanda da minha mãe.

Estou rezando para um nerd bem cult estar passando tudo pra pdf e esperando as leis serem menos mesquinhas para compartilhar conosco. Se não ao invés de termos a sociedade dos poetas mortos teremos o "index dos livros mortos".

4 comentários:

Kally disse...

Poxa ein, não são mais editados? isso nao deveria ocorrer com nenhum tipo de literatura!.. espero também que algum nerd dê uma malzinha! :)

beijocas

Kally disse...

*ops, quis dizer "mãozinha".. que de 'mal' ja está feito né? rsrs...

;*

Mari disse...

Amiga, eu acho que tenho uma explicação... pode não ser a única causa, mas faculdade e universidade são as instituições que mais contribuem para o fim das reedições, pq ninguém compra livro. Todo mundo só xeroca, copia, até encaderna sua própria versão. Sem vender, a editora conclui que não há interesse naquele livro em particular e para de editar. Pra que lançar um livro que só vai dar prejuízo? Bom, eu nunca fiz um estudo sobre isso, obviamente, mas acho que ficar xerocando livro contribui sim pra isso... Agora, um dia desses eu vi esse livro do Kinsey!!! Só não lembro onde =/ bjosss

Adriana disse...

Pois é. Infelizmente a gente copia por falta de opção ou atualização do acervo da biblioteca. Quando tenho dinheiro eu compro o livro.