quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Direita ou esquerda

Eu semrpe tive dificuldade para entender esses conceitos. Direita e esquerda, a princípio, são apenas direções, mas na política, são posições. Em tese o pensamento de cada uma é bem diferente e característico. Mesmo conhecendo as diferenças entre eles sempre me vem a cabeça uma frase "Não tem nada mais liberal que um democrata no poder". Ou algo assim. É o mesmo que dizer que ao entrar no poder, não importa o lado, as posturas são as mesmas. É claro que não podemos afirmar isso porque senão não faria diferença e ninguém precisaria votar porque no final estaria tudo igual.

Mas então me deparo com outro pensamento: Qual a diferença entre dois lados que disputam uma guerra? Tem gente que acha que um está certo e outro está errado. Isso se resumiria em afirmar que quem ganha está certo e quem perde está errado. Na prática, ao meu ver, é nisso que se resume uma guerra. Se o perderdor tivesse ganhado ele estaria no poder e certo. Mas o que isso tem a ver com a política? Bom, normalmente quem governa acha que está certo porque ganhou as eleições. Felizmente, na política, diferentemente das guerras, os governantes devem pensar na população como um todo, pois governa para todos e é pago por todos, até mesmo por aqueles que não votaram nele. Entretanto, acho que uma das razões para isso pode ser o fato da política ter evoluído ao ponto do governante não saber quem votou ou não nele, pois caso contrário, poderia eliminá-los ou boicotá-los se quizesse. Assim também, pode-se conviver com as diferenças. Claro que a política não é tão simples ou simplória. Existem outras questões envolvidas e muitas outras formas de se pensar a política, afinal, a diferença de visões e interesses acaba justificando a própria existência da política.

O que me faz pensar nesses ditados é que muitas vezes, não importando o lado, as pessoas esquecem de ver os defeitos de suas propostas e acham, acreditam que seu modo de pensar é o certo e que a crítica é algo pessoal. Desse modo, tanto a direita quanto a esqueda andam em círculos e ninguém avança, pois não se sai do lugar. Por isso, nesses termos, eu não sou nem de direita ou de esquerda, primeiro que não gosto de me prender a pacotes imutáveis, depois não acredito numa proposta perfeita, além disso, se admitir ter mais idéias em comum com um lado do que com outro automaticamente os bitolados passarão a julgar todas as minhas opiniões com base no rótulo assumido por esse ou aquele lado.

Nenhum comentário: