domingo, 21 de junho de 2009

"Não vou me adaptar!"

"Para o intelectual, o deslocamento do exílio significa ser libertado da carreita habitual, em que "fazer sucesso" e seguir a trilha das pessoas consagradas pelo tempo são os marcos principais. O exílio significa que vamos estar sempre à margem, e o que fazemos enquanto intelectuais tem de ser inventado porque não podemos seguir um caminho prescrito. Se pudermos tentar esse destino não como uma privação ou algo a ser lastimado, mas como uma forma de liberdade, um processo de descoberta no qual fazemos coisas de acordo com nosso próprio exemplo, à medida que vários interesses despertarem nossa atenção e segundo o objetivo particular que nós mesmo ditamos, então ele será um prazer único."

Edward Said, Representações do intelectual

Nenhum comentário: