sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Falta de auto-crítica ou má fé?

Sei q muitas pessoas entendem por má fé quando fazemos algo tentando prejudicar alguém. Essa expressão, entretanto, foi cunhada por Jean-Paul Sartre, filósofo existencialista para explicar um fenômeno. A má-fé sartreana propõe que o ser humano culpa algo ou outrém por uma coisa que lhe acontece e que é de sua inteira responsabilidade.

Estou fazendo um resumo simplista do pensamento, mas é apenas para ressaltar a diferença do conceito para o senso comum. Um exemplo de má-fé, bem simples também, é culpar deus pela minha situação financeira. Algo que eu seira capaz de resolver, mas culpando uma divindade, eu como humana seria incapaz de lutar contra essa situação pois contrariaria a vontade dela.

Seguindo esse raciocínio eu me pergunto - Quantas vezes agimos de má-fé por não fazermos uma auto-crítica na hora certa? É sempre mais fácil apontar o dedo para frente do que para o próprio nariz. Mas quanto stress causamos aos outros para livrarmos nossa consciência de um trabalho mais aprofundado?

Nenhum comentário: