sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Ridiculous!

Se tem uma coisa que eu não gosto é um fato histórico distorcido. Sei que é difícil contar a História de forma única e muita vezes não se tem fatos e sim vestígios. Mas até certo ponto é possível se ater aos fatos, por exemplo, na Roma antiga se falava...

INGLÊS, minha gente! Você não sabia? Eu também não. E olha que estudei latim na faculdade e eles disseram que na Roma antiga existia até o latim culto e o vulgar. Mas pra que tanta informação galera. Quer produzir um seriado de época? Faça como a rede Bobo, coloque um monte de ator bonitinho falando com um sotaque parecido com aquele que eles acham ser italiano e pronto! Ah, peraí, pelo menos a rede Bobo coloca atores para parecerem falar a língua certa que eles querem. Pode ser hindu, italiano, espanhol. Mas num certo seriado famoso que tem por aí nem isso os caras conseguiram.

Na Roma antiga desses caras o mais velho que eles conhecem é o inglês britânico! Ai ai! Tenho ganas de matar esse produtor toda vez que escuto a chamada da porcaria do seriado "Spartacus, blood and sand! The gods of the arena." Tudo bem, eu vou me controlar, vai ver que o cara baseou o seriado naquele filme homônimo super velhor onde também os gladiadores falvam inglês. Ops, pode ser que seja com sotaque australiano (inglês é algo meio novo pra mim...). Mas gente, isso é muito ruim. Sabe, os caras constroem um cenário fictício, contratam apenas atores bonitinhos contracenando com bons atores que fazem os malvados pq são feios e vendem como algo supostamente baseado em algum vestígio de veracidade.

Bom, eu não estudo mais pós-colonialismo há pelo menos um ano e estou longe de todos os meus livros, mas posso fazer aqui uma análise bastante superficial da coisa. Sabe o que isso tudo diz para mim? Dentre muitas, diz que o vencedor impõe sua vontade, sua história e sua cultura acima (e em cima) dos vencidos. O império Britânico pode não ter a mesma forma, não colocar mais navios piratas para aterrorizar o mar. Ingleses e americanos podem ter suas rixas, mas tá tudo em casa. Sabia que em alguns lugares dos Estados Unidos os jovens não sabem que eles foram a primeira e ÚNICA nação a lançar uma bomba atômica com fins bélicos em DUAS cidades inteiras? Não, eles não sabem. O que eles sabem é Pearl Harbor com Ben Aflec. Isso para mim é uma forma de distorcer a verdade. Tudo bem que o adolescente pode pegar um livro na escola e ler, mas será que ele vai fazer isso? Quantos professores hoje em dia não usam filmes ditos hitóricos como forma de ilustrar um ponto?

Sabe outra coisa que esse seriado diz para mim? Atores italianos são incapazes de fazer uma série sobre a própria história, segundo alguns. Não diz para mim, por exemplo que a língua de onde vem o inglês era considerada pelos romanos como bárbara. Isso me diz, por exemplo, que os filhos do império britânico estão tentando colocar o nome deles no mais remoto passado, tentando não escrever a história, mas sim reescrever o passado. E já que não há muito como colocar vitoriosos anglo-saxões naquela época naquele lugar, vamos colocá-los todos para falar inglês, como se dissessem agora que o único meio de conhecermos parte da história do império romano é através deles.

Por fim, eu odeio seriados ingleses e americanos pseudo-históricos. Gosto, entretando, dos Thudors (esse sim pode ser protagonizado em inglês sem problemas).

"Minha pátria é a minha língua"
Fernando Pessoa

3 comentários:

Erica moreti disse...

aaaaaaaaah...e os Borgias??

Drixz disse...

Ih, essa eu não conhecia. Mas pelo visto, tá em inglês tbm, né?

caso.me.esqueçam disse...

ah, sao uma delicia as novelas "italianas" da globo. vergonha alheia naquele sotaquezinho cocô.