quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Suas roupas dizem tudo sobre você, sua pervertida!

Outro dia desses estava conversando com uma amiga minha que voltou da Índia há pouco tempo. Ela foi estudar aquela medicina lá q eu não sei escrever o nome e mais um monte de outras coisas. Mas foi um pouco complicado viajar sozinha por lá. Os indianos são muito machistas. Ela tinha que se fingir de mulher casada. No caso da Índia era usar muita, mas muita roupa, além dos outros acessórios que significam que uma mulher é casada. Perguntei a essa minha amiga o que aconteceria se ela não se fantasiasse. Ela respondeu que poderia ser atacada na rua.

Depois dessa conversa, andei pensando em como a vestimenta feminina é uma coisa complicada. Aqui no Brasil, já ouvi muitos homens reclamarem que as mulheres podem entrar de chinelo e saia em muitos ambientes públicos emquando eles devem ir de sapato e calça. Na verdade, é o próprio machismo que autoriza essa "brecha", afinal, as mulheres vão para serem admiradas. Algumas, só conseguem algo se mostrarem os peitos e as pernas. Ao mesmo tempo, isso é muito ruim para as mulheres pois é uma forma "velada" de exploração sexual (mesmo que seja fetichista, em alguns casos, sabemos que as mulheres acabam mesmo indo as vias de fato para conseguir alguma vantagem). Outras vezes, porém, mulheres estupradas e violentadas não recebem o tratamento justo por parte das autoridades por que ou estavam se insinuando ou usavam roupas provocantes, o que justificaria o estupro ou a violência. Parece estar tudo ligado. A mulher é um bombom embrulhado que no fundo todos que olham querem comer. Se não está embalada ou na caixinha de outro está automaticamente autorizando qq um a ir lá e dar uma abocanhada.

Mas não se iluda, mais roupa também não vai te deixar em paz. Eu disse que muitas vezes nos casos de estupro a "atitude" insinuativa também depõe a favor do estuprador. Afinal, coitadinho do cara, né, ele estava lá e de repente passa uma mulher sorrindo (talvez pq acabou de ouvir uma piada), é claro que ela tá dando mole pra ele! No países árabes mostrar o cabelo é equivalente a andar de mini-saia. Eu me pergunto: o que devemos usar para andarmos tranquilas nas ruas? Uma roupa de apicultor? Ou será que o Estado deve garantir a nossa segurança e dizer pro bandido que se a mulher está sorrindo de biquini isso não é motivo para agarrá-la e estuprá-la pq estupro é crime?

2 comentários:

Shuzy disse...

Roupa de apicultor!
Eu ri

Patrícia disse...

Pois é, e será que é só o Estado que tem que falar alguma coisa? Por que a cultura do estupro não cai apenas no ato de estuprar, mas é responsável por qualquer situação na qual a mulher se vê tomada do seu próprio corpo pelo outro (homem, geralmente). Até aquele ciúme imbecil do namorado que acha ruim vc sair de saia curta.
Neste país quente pra caralho todo mundo devia era andar de biquini mesmo!