segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Olha a poesia!

Tem de sal, tem de doce.
Tem com queijo e tem que remoce.
Tenho poesia fresquinha,
com crítica social ou alegria,
de humor e redondilha.

O soneto é mais barato,
pois já num é mais muito usado
Mas a rima rica é mais caro.
Rimar verbo com subistantivo e ainda fazer sentido
valoriza a mercadoria
e ainda é tudo artezanal

Não, seu moço!
Fazer duas por um real não posso
Se outro fizer compre lá!
Eu aposto esses versos brancos
que poesia não se encontra fácil
Em qualquer lugar
Ou num blog ralé,
um tal de café...

Um comentário:

Dånut disse...

Adorei ^^

Da série "Coisas que te fazem sorrir": Uma boa poesia :)