quarta-feira, 23 de julho de 2008

O Buzão de Murphy

Andar de ônibus em Brasília é uma aventura. A cidade planejada de ruas largas não foi planejada para pessoas, ônibus, chuva, e sim para prédios, monumentos e só. Quem se aventura a andar de ônibus por aqui lida com dois problemas: a competência do governo local e Murphy (o da lei de Murphy). A menos que você pegue ônibus na W3 para ir para W3, acredite, vai ter problemas. Primeiro que você vai andar uns 10 minutos até chegar na parada. Mas isso não é ruim, uma forma de fazer um exercício, já que academia não é coisa pra quem anda de ônibus, não por aqui pelo menos. O problema é que invariavelmente, a menos que você esteja na W3 e vá para W3, provavelmente vai levar no mínimo uns 15 minutos esperando pelo seu ônibus. Quando ele chegar, a chance dele estar vazio é mínima (vide: http://desciclo.pedia.ws/wiki/Lei_de_Murphy#O_Texto_da_Lei) .

Mas não sejamos pessimistas, ele quase sempre vai estar cheio,mas se não for horário de hush ele não vai estar lotado. O problema é que ele vai parar em todas as paradas até chegar ao seu destino (o seu não o dele) porque mais um monte de gente não vai estar indo pra W3 e ele pode parar ainda mais se estiver na W3, mas indo para outro lugar que não ela. Nisso você leva no mínimo meia hora pra chegar aonde quer. Somando os 10 minutos do trajeto até a parada, os 15 até pegar o baú, os 30 da viajem e ainda adicionando uns 15 (e isso sendo otimista) do trajeto da parada final até onde você quer ir e contando nesses 15 algum pequeno atraso dos números anteriores são já 1 hora e 10 minutos. Isso quer dizer que se você demora uma hora pra acordar, tomar banho e tomar o café da manhã você tem que acordar duas horas antes do horário de entrada no trabalho ou na escola.

Se você, como a maioria das pessoas normais, que não é funcionário público, entra às 8hs no trampo terá que acordar às 6hs. Seis horas da manhã é desumano. Mas as coisas não são sempre assim. Quem disse que os ônibus passam de 10 em 10 minutos? O Guará passa de 15 em 15 considerando condições ideais, sem chuva, sem ônibus quebrado, engarrafamento ou acidente. O Cruzeiro é de 20 em 20 na teoria porque na prática é de meia em meia hora, mas ninguém divulga porque teoricamente o Cruzeiro não é periferia, então teria que ser tão bem servido quanto o Guará em matéria de ônibus, mas não é. Não vou nem comentar se você mora na Octogonal ou no Sudoeste, se você está nessa situação aumente 10 minutos em cada intervalo de tempo que ainda estará dentro da margem otimista da situação. Depois de analisar rapidamente tudo isso, entra Murphy, que ao contrário do governo sempre segue a sua própria lei (vide: http://desciclo.pedia.ws/wiki/Lei_de_Murphy#O_Texto_da_Lei).

Sempre que você quiser ir pra W3 Norte só vai passar ônibus ou para Rodoviária ou para W3 Sul. Num outro dia quando você for para um desses dois outros lugares você vai chegar na parada feliz pensando que vai ter sorte e que assim que chegar o seu ônibus vai passar – esqueça! Só vai passar W3 Norte. E as autoridades, ingenuamente se perguntam porque o grande volume de veículos nas ruas com somente uma pessoa. Ou porque houve um aumento escandaloso na venda de motos. Dá vontade de dar 10 reais para elas e manda-las irem e voltarem do trabalho, chegando na hora, antes de fazer uma pergunta idiota como essa.

2 comentários:

Strepsiades disse...

E olha a tarifa... A qualidade dos ônibus...

Mas tenha fé: bondinho, expansão do metrô e 350 novos microonibus estão por vir.

Nosso governo é tão legal.

Drixz disse...

Oh! Eu sou tão otimista com isso que até comprei uma moto.